Destaques

26/05/2022 Oportunidade para PcD na Unidade Vale do Pontal Incluir é ajudar a criar uma sociedade mais justa e igualitária, com oportunidades para todos. A Companhia Mineira de Açúcar e Álcool (CMAA) respeita e apoia a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho e acredita que o talento e competência de todos, sem exceção, é o que impulsiona nosso crescimento. A CMAA está de portas abertas para receber currículos de pessoas com deficiência (PcD). Os interessados devem entregar currículo na APAE de Carneirinho e Limeira do Oeste até o dia 27 de junho das 7h30min às 12h para vagas na área da Indústria, Agrícola, Automotiva e Administrativo.
02/05/2022 CMAA se consolida como um dos maiores produtores de açúcar, etanol e bioeletricidade e projeta a Safra 2022/2023 A CMAA marca o início da Safra 2022/2023 com uma projeção de moagem de 9 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, que resultará em uma produção de 630 mil toneladas de açúcar, 330 milhões de litros de etanol e quase 400 mil MW/h de energia. A produção desta safra deve gerar uma receita líquida superior a R$ 2 bilhões, e ser responsável por mais de 10 mil empregos diretos e indiretos.   Agora, focando em sua trajetória, o Grupo CMAA tem um histórico de crescimento médio de 20% ao ano, em relação à moagem, e este desempenho é fruto de uma gestão arrojada, com forte senso de dono e um modelo de negócio rentável. Atualmente, o grupo tem capacidade de processar 10 milhões de toneladas de cana-de-açúcar e, no último ano, foram produzidos mais de 300 milhões de litros de etanol, quase 600 mil toneladas de açúcar VHP destinado à exportação e mais de 300 MW/h de energia elétrica.   Cultivo de um futuro melhor Outra vertente que permeia a estratégia corporativa do grupo é uma agenda de sustentabilidade e desenvolvimento humano, com ações e programas de responsabilidade socioambiental. Neste sentido, podemos citar alguns avanços como a unificação dos temas relacionados à sustentabilidade em uma única área que traz as temáticas sociais e ambientais para o centro das decisões do grupo e a publicação do seu 1º Relatório de Sustentabilidade.   Para se ter uma ideia do que já é praticado, a CMAA está envolvida em iniciativas como o Natal Solidário para presentear crianças no final do ano e o Patrulheiro Mirim, programa da Polícia Militar de Minas Gerais, que promove o desenvolvimento intelectual de crianças com alguma situação de vulnerabilidade social. Outro destaque é o Programa Canápolis Consciente, direcionado para a educação ambiental. O investimento da CMAA em ações sociais, especialmente voltadas para a educação de crianças e adolescentes, resultou na certificação do grupo com o selo “Empresa Amiga da Criança”, fornecido pela Abrinq.   Formação Para estimular a diversidade e a inclusão, a companhia tem focado na capacitação de mulheres para aumentar a presença feminina em áreas operacionais, como transporte, carregamento e colheita de cana-de-açúcar. E também investe em programas que geram oportunidades para quem está à procura do primeiro emprego, como o Aprendiz e o Jovem Engenheiro.   Porém, as ações de qualificação ultrapassam os muros da empresa. Nesta semana, a empresa iniciou o Programa “Mãos que transformam”, uma iniciativa da CMAA em parceria com a prefeitura de Canápolis, que tem como objetivo promover o empreendedorismo de mulheres, capacitando-as para se tornarem artesãs, utilizando o bagaço da cana-de-açúcar como matéria-prima.   CMAA A CMAA foi criada em 2006, pelo Grupo JF Citrus, com base no conceito de trazer, também para o setor sucroenergético, a eficiência na gestão e na produção características das operações do Grupo, criando valor para os seus stakeholders.   A marca é reconhecida e respeitada pelos investidores por sua excelência operacional, crescimento e responsabilidade social e as três usinas do grupo (Vale do Tijuco, Vale do Pontal e Canápolis) estão localizadas no Triângulo Mineiro, região com terra apropriada para a cultura e com excelente logística de transportes para a distribuição de sua produção. Além disso, as usinas possuem processo de plantio e colheita mecanizados, maquinário de última geração e utilização de alta tecnologia para obter ganhos de produtividade.
02/05/2022 CMAA realizou curso gratuito para capacitar artesãs em Canápolis A professora Tânia Caruzo ensinou mulheres a criarem embalagens peças decorativas e utilitárias no município de Canápolis Composta por uma população estimada de 12.251 pessoas, Canápolis (MG) tem a usina de cana-de-açúcar como principal motor da economia. Com o intuito de gerar uma fonte de renda complementar para as mulheres da região e colaborar com o meio ambiente, o município sediou a primeira edição do curso “Mãos que transformam” para a formação de artesãs que para a utilização do bagaço da cana-de-açúcar como matéria-prima. O Programa é promovido pela Companhia Mineira de Açúcar e Álcool (CMAA) e conta com a parceria da Prefeitura Municipal de Canápolis, por meio da Secretaria de Meio Ambiente, Secretaria de Educação e Cultura do município.  O “Mãos que Transformam” deverá ser expandindo dentro do município, capacitando professores da rede pública para que o curso possa ser levado para escolas. O Gerente de Sustentabilidade da Companhia, Geraldo Magela, explicou que o curso surgiu a partir da reflexão sobre Economia Circular.  “Buscamos alternativas de modelo de negócio que conciliem o desenvolvimento econômico e social, a partir da menor dependência da matéria-prima virgem, priorizando os recursos recicláveis e renováveis. Neste caso, de um lado nós temos uma realidade, nas comunidades onde atuamos, pessoas que precisam de oportunidade de trabalho e geração de renda. Do outro lado, temos subprodutos renováveis e recicláveis a disposição que podem servir de matéria-prima a ser transformada em produtos com valor agregado e promover a geração de renda”, informa Geraldo Magela. A primeira edição do programa “Mãos que transformam” foi ministrada pela professora e artesã Tânia Caruzo, especialista em bagaço de cana e outros materiais biodegradáveis. Inicialmente, as alunas aprenderam a fazer embalagens descartáveis, peças decorativas e utilitárias. As inscritas ainda receberam, após o curso, uma mentoria de três meses junto à professora, sobre como vender, expor, encontrar o nicho de clientes e posicionar o mix de produtos.   A história de vida da professora Tânia Caruzo anda em conjunto com a história das usinas. “Sou ex-cortadora de cana-de-açúcar e na necessidade de encontrar uma saída para falta de trabalho, após a mecanização do serviço, resolvi utilizar o bagaço para fazer artesanato. Com a campanha mundial lixo zero eu virei a cereja do bolo. Hoje, ministro o curso em todo território nacional e tenho uma plataforma hotmart atendendo 5 países”, explica Tânia.
05/03/2022 CMAA REALIZOU WEBCAST DE APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS SAFRA 2021/2022 No último dia 04 de março, sexta-feira, às 11:00 horas, a CMAA realizou a apresentação dos resultados  do 3º Trimestre da Safra 2021/2022.  O evento foi aberto e transmitido pela internet a todos os interessados. O Sr. Jeferson Degaspari, CFO da Companhia, fez os comentários sobre o desempenho da CMAA no 3º trimestre, e o Gerente Financeiro da Companhia, Marcos Boita, comentou sobre a Captação de CRA realizada em fevereiro/2022, ao longo do call também foram respondidos os questionamentos dos participantes.                                                                                 
21/01/2022 CMAA comemora capacitação de jovens e mulheres para o mercado de trabalho Projetos de responsabilidade social realizados em 2021, com oferta de cursos gratuitos, possibilitaram formação de novos profissionais  2022 começa com novos profissionais habilitados para ingressar no mercado de trabalho graças a uma iniciativa da Companhia Mineira de Açúcar e Álcool (CMAA) em parceria com instituições de formação técnica. Cursos gratuitos foram oferecidos no ano passado, abrindo as portas para capacitação de mais de 100 jovens e mulheres. “Os profissionais que concluíram com sucesso os cursos foram cadastrados no banco de talentos da CMAA e terão prioridade em futuras vagas abertas na empresa. Além disso, saíram das capacitações com certificados que os habilitam para se candidatarem a processos seletivos concorridos na área”, explica a Supervisora de Desenvolvimento Organizacional da CMAA, Daniela Felix, esclarecendo que a participação nos cursos não garante a colocação imediata no mercado de trabalho, mas é um primeiro e importante passo para que isso aconteça, já que falta mão de obra qualificada para o setor, que tem crescido ano a ano na região. Em 2021, a empresa ofertou cursos profissionalizantes nas cidades de Uberaba, Canápolis e Limeira do Oeste (MG). Foram realizados dois projetos, o Jovem Aprendiz CMAA, que abriu portas para cerca de 100 alunos e o Engrenando Sua Carreira – Especial Para Elas, voltado para aproximadamente 35 mulheres. “São projetos que revelam a responsabilidade social da empresa, contribuindo para o desenvolvimento de pessoas e para a formação de mão de obra qualificada nas comunidades onde está inserida, preservando assim a diretriz pautada na visão e nos valores da Companhia”, detalha a Supervisora. A intenção da empresa é seguir investindo em novas edições desses projetos em 2022. Em breve, serão divulgadas as novas turmas por meio das redes sociais da empresa.